Quais as perspectivas do mercado de energia para 2021?

Perspectivas do Mercado de Energia para 2021
4 minutos de leitura

O mercado de energia precisou se adaptar em 2020 por causa da pandemia. Para 2021, as expectativas são de retomada e investimento em renováveis!

A pandemia que assolou todo o mundo em 2020 impôs severas restrições para conter o aumento da infecção causada pelo coronavírus e causou impacto significativo no mercado de energia. Com o lockdown em diversos países, as vendas de combustíveis diminuíram, bem como o consumo, que fez com que fábricas e indústrias diminuíssem a produção. No Brasil, a produção industrial recuou 18% em abril de 2020.

Em contrapartida, o isolamento social e a redução de viagens fez com que a taxa de emissão de CO2 caísse, diminuindo entre 7% a 13% em relação ao ano anterior. A má notícia é que nos próximos anos a retomada econômica pode levar ao aumento dos números, mas com o investimento em renováveis é possível trilhar um novo caminho para o setor energético. Entenda melhor!

Quais as expectativas para o mercado de energia em 2021?

Segundo o secretário de energia elétrica do Ministério de Minas e Energia, Rodrigo Limp, para 2021, há uma perspectiva de retomada no crescimento. Apesar da queda de consumo observada em 2020, as previsões indicam aumento de consumo de energia elétrica superior a 4%.

As empresas do mercado de energia no Brasil atuam em três grandes frentes: geração, transmissão e distribuição. Cada uma delas atua em um segmento, mas nada impede que elas se desenvolvam em mais de uma frente. As empresas de geração são aquelas responsáveis por gerar energia elétrica, sendo de fontes renováveis ou não. Nesse caso, a segurança do investimento está associada à matriz energética utilizada.

Já no caso das empresas transmissoras, elas levam energia da empresa geradora até a distribuidora. Assim, torna-se um segmento mais seguro, pois não está sujeito à inadimplência ou oscilações diretas. As distribuidoras são aquelas que recebem a energia e a distribui entre os consumidores. Como lidam direto com o consumidor, estão mais sujeitas à volatilidade do mercado.

Para 2021, a aposta está no crescimento de investimento em empresas geradoras, principalmente aquelas que utilizam fontes renováveis. O próprio Governo Federal já vem realizando investimentos, como o programa Mais Luz na Amazônia para levar luz às 300 mil pessoas que integram a Amazônia Legal. O Decreto 10.387, de 5 de junho de 2020 foi criado para impulsionar a implantação de novas fontes renováveis por todo o país, trazendo benefícios sociais e ambientais.

Por que a energia limpa é uma tendência para 2021?

O Brasil é um país privilegiado por seu ecossistema e pela disponibilidade de recursos naturais. Atualmente, cerca de 80% da energia consumida aqui é produzida a partir de fontes renováveis. Ao comparar com a média mundial, que está na faixa dos 25%, é possível perceber como há um avanço significativo nesse sentido.

Para 2021, a expectativa é continuação da expansão das fontes renováveis, principalmente a energia solar. Em 2020, essa fonte passou a responder por quase 2% da matriz energética brasileira. Segundo especialistas, o Brasil pode se tornar um dos três maiores mercados de geração distribuída (GD) com energia solar em 2021, com perspectivas de instalação de mais de 175 mil novos sistemas fotovoltaicos on-grid instalados. A fonte é cotada para ser a melhor substituta das hidrelétricas.

Os Estados Unidos, Reino Unido e União Europeia também estão preocupados com a retomada econômica em 2021 sem abrir mão da sustentabilidade. Os representantes dos países estão considerando ajustes fiscais na fronteira do carbono em jurisdições que respondem por 30% das importações globais em valor. Para os próximos anos, o governo britânico prevê investimento de 100 bilhões de libras para infraestrutura verde e a França vai destinar 9 bilhões de dólares para indústrias verdes.

Portanto, as perspectivas do mercado de energia para 2021 são bem positivas e apontam para uma fonte energética cada vez mais limpa e sustentável. Se você quer entender melhor sobre as possibilidades de investimentos e desenvolvimento de negócios no setor, entre em contato conosco!

Comente

Não há comentários sobre este post. Seja o primeiro.

Deixe um comentário