Biogás: como essa fonte é importante para logística e transporte?

3 minutos de leitura

A produção de biogás vem se desenvolvendo no Brasil e essa matriz também é uma opção viável para área de logística e transporte. Entenda melhor! 

Segundo estudo da Agência Internacional de Energia (IEA), é esperado que a demanda por fontes renováveis, como o biogás, apresente um crescimento em 2020. O motivo deve-se aos baixos custos operacionais e à disponibilidade no suprimento energético em áreas potenciais. 

O biogás é um ativo energético com muito potencial de crescimento no país. Ele é composto por vários gases e é obtido a partir da digestão anaeróbia de resíduos orgânicos, como efluentes e dejetos das indústrias, de propriedades rurais e dos resíduos sólidos de aterros sanitários. O biogás pode ser utilizado na geração de energia elétrica e térmica, bem como ser combustível veicular a partir de sua purificação para obtenção de biometano. 

Para entender melhor sobre o uso dessa fonte no transporte e logística, leia o conteúdo até o final. 

Como o biogás pode ser utilizado no transporte? 

O biogás é um combustível produzido a partir da decomposição de materiais orgânicos que ao serem decompostos, produzem uma mistura de gases, cuja a maior parte é metano. Ao refinar e purificar o biogás, é possível transformá-lo em biometano, que pode ser utilizado como combustível. A Suécia, por exemplo, é um país que há décadas utiliza o biogás para o transporte público. Assim, 90% da rede de gás veicular opera com biometano. 

Segundo a Abiogás, baseado em toda biomassa produzida no Brasil, 70% do diesel utilizado no transporte poderia ser substituído pelo biometano, seja oriundo do agronegócio ou do tratamento de esgoto. Há montadoras, como a Scania, que já estão criando frotas movidas a gás e biometano, a fim de criar competição no mercado e diminuir a necessidade do diesel, como combustível para as frotas pesadas.

A medida influencia positivamente na interiorização do consumo, ajudando o desenvolvimento do mercado interno e criando um competitivo ao gás natural fóssil. Como consequência, há uma redução nos preços e atração de investimentos para o setor.  Além disso, também existem os benefícios ambientais, pois ao utilizar o biometano como combustível, é possível diminuir até 90% da emissão de CO2. 

Por que é interessante investir nessa fonte energética? 

A produção do biogás tem crescido no Brasil, como mostra o levantamento realizado pelo Centro Internacional de Energias Renováveis – CIBiogás.  São 548 plantas catalogadas, sendo que destas 521 encontram-se em operação, gerando anualmente 1,3 bilhão Nm3. Ao comparar este volume ao potencial de produção de biogás constata-se que são aproveitados apenas 1,5% do potencial nacional, ficando evidente a alta possibilidade de expansão no volume de biogás a ser produzido no Brasil.

Estudos da Empresa de Pesquisa Energética, apontam que até 2030 haverá um déficit na oferta de combustível do Brasil. Por isso, fontes alternativas, como o biogás e o biometano têm um grande potencial de utilização como fonte alternativa de combustível renovável, acelerando a modernização da matriz energética nacional e atraindo investimentos para o setor. 

Portanto, investir no biogás também é um caminho para impulsionar o desenvolvimento da economia circular, englobando sustentabilidade ambiental, social e econômica. No contexto relacionado à cadeia do biogás, este momento é uma excelente oportunidade para investir no setor, não apenas com a finalidade energética, mas para os investimentos ligados à geração de biocombustíveis. 

Gostou do nosso conteúdo? Quer entender melhor sobre o biogás? Então, leia o conteúdo no nosso blog!

Comente

Não há comentários sobre este post. Seja o primeiro.

Deixe um comentário