O que é o Gás Natural Liquefeito?

3 minutos de leitura

O gás natural liquefeito (GNL) tem diversos benefícios, entre eles a economia e a diminuição da emissão de gases poluentes. Leia e entenda melhor! 

A indústria de gás natural nasceu e se desenvolveu regionalmente em função das próprias características técnicas e econômicas. Com os avanços tecnológicos, foi possível ampliar essa produção por meio do Gás Natural Liquefeito.

O Gás Natural Liquefeito (GNL) é produzido a partir de um processo criogênico, em que o gás é filtrado e resfriado a uma temperatura de -163ºC. Isso ocorre para facilitar o armazenamento e transporte, reduzindo o seu volume em até 600 vezes. 

A infraestrutura necessária para adequação da operação do gás natural é bastante específica e tem um alto custo. Assim, os projetos de liquefação e transporte de GNL surgem como opções para viabilizar os recursos e facilitar o transporte em longas distâncias, inclusive entre países. 

Para entender melhor sobre esse recurso e suas vantagens, leia o conteúdo até o final.

Quais as vantagens ao utilizar o Gás Natural Liquefeito? 

Os avanços tecnológicos resultaram no aprimoramento das técnicas para resfriamento do gás natural à temperatura criogênica. Assim, o GNL é resultado dessa técnica, que condensa o gás metano. O gás natural liquefeito tem uma concentração de 85 a 95% de metano e não é corrosivo ou tóxico. Veja as vantagens de utilizá-lo. 

Operacionais  

A pureza do gás natural liquefeito garante a isenção de contaminantes e melhora a queima. Como consequência, há uma maior eficiência no processo de combustão. Além disso, mesmo que os campos de gás se concentrem no litoral do país, o GNL pode ser transportado em carretas criogênicas para todo o Brasil. 

Financeiro 

Na parte financeira, esse recurso tem custos competitivos quando comparado a outros combustíveis, como o gás liquefeito de petróleo, diesel e etanol. Segundo o estudo realizado no Centro de Pesquisa para Inovação em Gás (RCGI), na cidade de São Paulo, o GNL pode ser até 60% mais barato que o diesel. Além disso, sua eficiência de combustão é maior que outros combustíveis o que dá ganho em processos e aumenta a produtividade. 

Ambiental 

Uma das vantagens desse recurso é que ele tem baixos níveis de emissões em relação a outros combustíveis. Ele pode reduzir em até 5,2% as emissões de CO2 equivalente — medida usada para comparar o potencial de aquecimento de vários gases de efeito estufa—. Além do mais, não são necessárias grandes estruturas para a sua geração, ou seja, não há grandes impactos ambientais na sua implantação. 

Segurança 

Além de todos os benefícios citados, o gás natural liquefeito é mais seguro do que outras opções de gases. Como sua densidade é menor, em caso de vazamento, é mais fácil para que ele se disperse, minimizando os riscos de acidente por ignição. 

Assim, podemos perceber que o gás natural liquefeito é um recurso que representa uma solução ecológica e econômica, principalmente, para indústrias e veículos pesados. Afinal, ele é um bom substituto para o diesel. 

Portanto, esse combustível tem alta eficiência, sendo ótima opção para gerar calor e energia nas indústrias e no segmento automotivo. Com esses diferenciais, ele se torna uma opção competitiva frente a outros recursos, atraindo cada vez mais investimentos na área. Se você se interessou pelo assunto e quer entender melhor sobre o tema, veja qual o papel dessa matriz energética no Brasil

Comente

Não há comentários sobre este post. Seja o primeiro.

Deixe um comentário