Quais os benefícios da geração distribuída?

4 minutos de leitura

A geração distribuída é, sem dúvida alguma, um dos melhores conceitos que surgiram nos últimos anos, principalmente por conta das facilidades e benefícios que ela promove.

Contudo, poucas pessoas sabem o que ela de fato é e quais são suas principais vantagens.

Se esse for o seu caso, saiba que este conteúdo foi feito justamente para você. Portanto, sugerimos que você leia ele com muita atenção, pois certamente será possível entender mais sobre a geração distribuída.

O que é a geração distribuída?

Simplificando, a geração distribuída é considerada uma fonte de energia elétrica descentralizada, isto é, que não parte de uma única indústria geradora de energia. O termo na verdade é muito utilizado para se referir a um tipo de energia que é gerada no local de consumo ou então muito próximo a ele.

Isso quer dizer que a geração de energia está localizada em diversos pontos juntamente dos seus sistemas geradores. Conforme descrito acima, isso vai totalmente contra o formato utilizado comumente, onde uma grande usina irá produzir a energia de um único ponto e distribuí-la para toda a cidade.

Desde o ano de 2012, após a Resolução Normativa Aneel n°482/2012, o consumidor brasileiro passa a poder gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis, assim como também pode passar o excedente para a rede de distribuição mais próxima.

Em 2015 a agência publicou outra resolução normativa, atualizando a anterior, na qual permite que o consumidor fique com créditos quando produzir mais energia do que a que consome.

Além disso, também podem ser usados para abater o consumo de unidades consumidoras do mesmo titular em outro local, desde que seja atendido pela mesma distribuidora. 

O que é a Resolução Normativa Aneel n° 482/2012? 


A Resolução Normativa Aneel n°482/2012 foi responsável por uma grande mudança de paradigma dentro do cenário da distribuição energética.

Isso porque até então os consumidores não tinham voz quando o assunto era a escolha do fornecedor ou fonte de energia elétrica, tanto que eram chamados de consumidores cativos, pois recebiam a energia de uma única distribuidora que monopolizava a região.

A partir dela, os consumidores passaram a poder gerar sua própria energia elétrica, utilizando fontes renováveis, como sol, água, biomassa e vento. 

A grande vantagem dessa resolução é que ela permitiu que mesmo com pouco espaço os cidadãos se tornassem capazes de produzir a própria energia. Dessa maneira, telhados, fachadas, coberturas de estacionamentos e pequenos terrenos se tornaram a “Usina” de muitas pessoas.

Benefícios da Geração Distribuída

Veja a seguir quais são os principais benefícios da geração distribuída?

Abatimentos na conta de energia

As pessoas que implementam a geração distribuída acabam recebendo abatimentos nos valores das suas contas de energia.

Esse desconto costuma ser de grande valia, visto que possibilidade uma grande redução de gastos.

Vale lembrar que embora a implementação de uma estrutura de energia solar seja razoavelmente cara, ela costuma durar muito tempo, próximo aos 25 anos. Dessa maneira, as reduções na sua conta de luz costumam pagar o sistema solar nos primeiros 8 anos. Após isso você terá 17 anos de reduções significativas.

Créditos

A Aneel criou o Sistema de Compensação de Energia Elétrica, que permite que excedentes gerados na produção de energia elétrica sejam devolvidos a rede de distribuição de energia elétrica, onde o titular terá a escolha de:

  • Abater o valor na conta de luz;
  • Acumular créditos com validade de 60 meses (para abater valores ao longo do tempo).

Incentiva a produção de energia por fontes renováveis

Como a Geração Distribuída beneficia a economia, é natural que as pessoas passem a utilizá-la para a própria produção de energia.

Dessa maneira, as fontes de energia renováveis acabam entrando em evidência e sendo mais facilmente adotadas por todas as pessoas.

Redução de perdas

Como a energia é produzida dentro de casa, ela não precisa viajar centenas de quilômetros e dessa forma não existem perdas.

Isso é bom pois o consumidor consegue pagar menos pela energia produzida assim como também são reduzidos os investimentos com construção de linhas de transmissão e perdas de eletricidade.

Nos siga nas redes sociais e tenha acesso a vários outros conteúdos!

Comente

Não há comentários sobre este post. Seja o primeiro.

Deixe um comentário