O que é o Mercado Livre de Energia?

o que é o mercado livre de energia
3 minutos de leitura

O Mercado Livre de Energia ou Ambiente de Contratação Livre (ALC) é um local de compra e venda de energia elétrica no qual os participantes negociam livremente as condições e preços.

Ao reunir fornecedores e consumidores em um mesmo ambiente, é possível escolher entre os diversos contratos aquele com o melhor preço, condições de pagamento, quantidade de energia contratada, período de suprimento, entre outras.

Uma vez que permite que o consumidor escolha o seu fornecedor de energia, o Mercado Livre de Energia se consolida como uma forma de otimizar e economizar com energia elétrica, gerando competitividade aos produtos e serviços prestados.

Com o Mercado Livre de Energia o consumidor não fica passivo às tarifas estabelecidas pela distribuidora. Pelo contrário, ele participa ativamente negociando o valor da energia elétrica adquirida em um meio seguro e confiável.

Como funciona o mercado livre de energia?

O mercado livre de energia funciona como um ambiente de negociações entre vendedores e compradores de energia elétrica, os quais podem negociar livremente entre si.

Dessa forma, permite que consumidores industriais e comerciais contratem diretamente seu agente gerador de energia, negociando preço, prazos e demais condições comerciais.

O mercado de energia brasileiro está dividido em dois ambientes de contratação: ACR (Ambiente de Contratação Regulada) e ACL (Ambiente de Contratação Livre).

Ambiente de contratação regulada (ACR)

No mercado regulado, também chamado de mercado cativo, a contratação de energia elétrica só pode ser realizada entre o consumidor e a concessionária de distribuição que tem a concessão para fazer o serviço naquela área.

Este é o modo tradicional de compra de energia no qual o consumidor não tem a possibilidade de negociar preço ficando sujeito às tarifas estabelecidas pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Ambiente de contratação livre (ACL)

O Mercado Livre de Energia ou Ambiente de Contratação Livre surgiu com o intuito de estimular a livre concorrência e reduzir os custos com energia elétrica.

Nele o consumidor pode contratar a energia de forma customizada, negociando livremente as condições comerciais, tais como preço, prazo e indexação.

A negociação do Mercado Livre de Energia obedece às regras de comercialização definidas pela CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica).

Para receber essa energia, basta o consumidor estar conectado a uma rede. Cada unidade paga uma fatura referente ao serviço de distribuição para a concessionária local (tarifa regulada) e outra referente à compra da energia ao gerador ou comercializador no preço negociado.

Como surgiu o mercado livre de energia no Brasil?

O Ambiente Livre de Contratação (ACL) surgiu, de fato, em 1998 com a publicação da resolução 265, da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) estabelecendo as condições para o exercício da atividade de comercialização de energia elétrica no país.

O objetivo do Mercado Livre de Energia é estimular a livre concorrência e, assim, criar uma maior competitividade entre as empresas geradoras de energia possibilitando que grandes consumidores reduzam seus custos com energia elétrica.

De acordo com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), atualmente o mercado livre corresponde a 30% de toda energia consumida no Brasil, gerando uma economia de R$123 bilhões e redução média de 34% no preço da energia para o consumidor.

Você também pode escolher de quem comprar a energia, economizar e aumentar a performance da sua empresa ao entrar no Mercado Livre de Energia.

Comente

Não há comentários sobre este post. Seja o primeiro.

Deixe um comentário