O que são e como funcionam os Leilões de Energia

Leilão de Energia
4 minutos de leitura

Os leilões de energia elétrica são a disputa entre os agentes do setor para assegurar o atendimento da demanda de energia por um tempo determinado.

Esta é a principal forma de contratação de energia no Brasil, tendo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) responsável pela realização dos leilões, por delegação da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Mas antes de saber como funcionam os leilões de energia, é preciso entender que a comercialização de energia elétrica no Brasil se divide em dois segmentos: o Ambiente de Contratação Regulada (ACR) e o Ambiente de Contratação Livre (ACL).

Como o próprio nome sugere, no ambiente de contratação livre, ou Mercado Livre de Energia, as geradoras, comercializadoras e consumidores livres e especiais negociam livremente, sem a intermediação das distribuidoras.

Dessa forma, o consumidor escolhe de quem quer comprar energia, levando em consideração o preço, prazo, fonte geradora, entre outros.

Normalmente, os prazos dos contratos entre geradores e consumidores são curtos, de no máximo, cinco anos. Enquanto que no ambiente regulado, os prazos podem alcançar até 30 anos.

No ambiente regulado, as geradoras, distribuidoras e comercializadoras negociam a energia elétrica por meio de leilões, onde quem oferece o menor preço adquire a concessão para fazer o serviço de distribuição na sua área de atuação.

Como as distribuidoras compram a energia através de leilões, elas repassam esses custos ao consumidor.

O Ambiente de Contratação Regulada ainda representa a maior parte da energia comercializada no país.

Todos os consumidores de baixa tensão de energia, como as residências, comércio e empresas com consumo inferior a 500 kW, além dos clientes de alta tensão que não fizeram a migração para o mercado livre fazem parte do Mercado Cativo de Energia Elétrica.

Nesse mercado, os consumidores só podem comprar energia elétrica da concessionária permissionária. Essa compra é compulsória, pois não tem a possibilidade de negociar o preço.

Como funcionam os leilões de energia

Os leilões de energia do Mercado Cativo são realizados por meio eletrônico e se dividem em nove categorias:

  • Leilão de Venda: objetiva ofertar lotes de energia por empresas geradoras federais, estaduais e privadas.
  • Leilão de Compra: Distribuidores e comercializadores compram a energia ofertada por geradores, produtores independentes e comercializadores/distribuidores com sobras contratuais.
  • Leilão de Energia Nova: São vendidas e contratadas energia de usinas que ainda serão construídas.
  • Leilão de Energia Existente: Venda de energia gerada por usinas existentes, cujos investimentos já foram amortizados e possuem um custo mais baixo.
  • Leilão de Energia de Reserva: Energia proveniente de usinas contratadas para fornecerem energia extra.
  • Leilão de Excedentes: venda de energia excedente das concessionárias.
  • Leilão de Fontes Alternativas: Venda de energia proveniente de fontes renováveis.
  • Leilão Estruturante: Compra de energia proveniente de empreendimentos que tenham prioridade de licitação.
  • Leilão de Ajuste: visa a adequar a contratação de energia pelas distribuidoras.

Leilões de Energia impulsionam o Mercado Livre de Energia

Os leilões de energia promovidos para contratar novos empreendimentos já não são mais tão aguardados pelas empresas de energia.

Para fugir dos baixos preços praticados e acabar com a dependência dos leilões, muitas empresas acabaram encontram outros caminhos.

Se antes os investidores em geração de energia miravam apenas parte da venda de energia para o Mercado Livre, hoje muitas já trabalham majoritariamente com os contratos privados.

A tendência é que cada vez mais fornecedores de energia disponibilizem a energia gerada no chamado mercado livre de eletricidade.

Além de melhores preços para as empresas, que não precisam mais ficar brigando em leilões, o consumidor que migrar para o Mercado Livre de Energia também se beneficia com a maior concorrência e ausência de tarifas, já que contrata sua eletricidade de forma direta.

Conheça mais sobre o Mercado Livre de Energia e garanta uma solução energética eficiente para o seu negócio.

Comente

Não há comentários sobre este post. Seja o primeiro.

Deixe um comentário