Monthly Archives: outubro 2014

ANEEL autoriza CCEE a operacionalizar leilões por tempo indeterminado

By | energia | No Comments

A Diretoria da ANEEL decidiu, durante Reunião Pública, delegar por tempo indeterminado à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) a operacionalização dos leilões de geração e venda de energia elétrica no Ambiente de Contratação Regulada (ACR). A atual delegação expira em 31/12/14 e precisou ser renovada.
 
Em sua decisão, a Agência considerou que o prazo indeterminado irá conferir maior estabilidade e segurança e permitirá aperfeiçoamentos contínuos nos sistemas utilizados e na própria estrutura e logística, além de contribuir para a melhoria da eficiência nas contratações de energia no setor elétrico.

Desde o estabelecimento do novo modelo comercial do setor elétrico, em 2004, a CCEE, com base em sucessivas delegações da ANEEL, operacionalizou 54 leilões de compra e venda de energia no ACR, em suas diversas modalidades (Leilões de Energia Nova, de Energia Existente, de Energia de Reserva, de Fontes Alternativas, de Ajuste e de Projetos Estruturantes, estes com participação parcial), dos quais oito foram realizados em ambiente fechado e 46 em ambiente aberto (via Internet).

Fonte: Aneel

Mais de mil projetos inscritos para Leilão A-5/2014

By | energia, Leilão A5 | No Comments

Mais de mil projetos se inscreveram na Empresa de Pesquisa Energética – EPE para participar do Leilão A-5/2014, que vai negociar energia elétrica para entrega a partir de 2019.

Ao todo, o Leilão A-5 recebeu pedido de inscrição de 1.115 empreendimentos, totalizando 53.869 MW, que ainda passarão pela fase de habilitação.O Leilão, que vai negociar energia elétrica para entrega a partir de 2019, será realizado no dia 28 de novembro.

Fonte: EPE

MME adia Leilão A-5 para 28 de Novembro

By | energia, Leilão A5 | No Comments

O Ministério de Minas e Energia alterou a data de realização do Leilão de Compra de Energia Elétrica proveniente de novos empreendimentos de geração, o Leilão A-5 2014. A nova data é 28 de novembro.

A alteração foi motivada pela previsão de conclusão de licenciamento prévio de usinas hidrelétricas totalizando mais de 460 MW de potência, bem como pelo interesse da fonte eólica por essa oportunidade de comercialização de energia a partir de 2019, reforçando o objetivo de manutenção de uma matriz energética elétrica limpa e renovável.

– Portaria MME 458

– Fonte: EPE